TIME-OUT

E Já Se Vão 40 Anos

Publicado em: 06/04/2019 00:00

Por: Patricia.lima

 

Com o propósito de melhor expressão mundial do handebol brasileiro e, rendido à política, ao primeiro dia de junho de 1979, um grupo de professores universitários, técnicos e árbitros fundou a Confederação Brasileira de Handebol na cidade de São Paulo.

 

O handebol chegou ao Brasil, ao final da década de 1930, trazido por imigrantes alemães refugiados da Segunda Guerra Mundial ficando restrito, principalmente, ao estado de São Paulo até a década de 1960. O órgão responsável pela coordenação do handebol e de diversas outras modalidades na época era a Confederação Brasileira de Desportos - CBD, em parceria com o Ministério da Educação e da Cultura - MEC - e o Comitê Olímpico do Brasil - COB. Em 26 de fevereiro de 1940 é fundada a Federação Paulista de Handebol - FPHb - e, junto às federações dos estados do Rio de Janeiro, do Maranhão, de Pernambuco, do Ceará, do Rio Grande do Sul e, do Pará, apoiou a consolidação da Confederação em junho de 1979. Em agosto do mesmo ano, as federações Paranaense, Mineira, Amazonense, Sergipana e Paraibana de handebol, também estiveram presentes na Assembléia de Eleição. No presente, todos os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal possuem suas Federações de handebol e, todas são filiadas à Confederação Brasileira de Handebol.

 

A Confederação teve sua primeira sede na cidade de São Paulo sob a presidência do então professor de handebol da Universidade de São Paulo - USP, Jamil André. Ao assumir o cargo em 1982, o segundo presidente, o também professor José Maria Teixeira, transferiu sua magistratura para Alagoas e levou consigo a sede da CBHb.

 

Em 2019, quarenta anos após sua fundação, a sede da CBHb retorna ao estado de São Paulo, na cidade de São Bernardo do Campo, onde localiza-se também, um dos legado dos Jogos Olímpicos Rio 2016, o Centro Nacional de Desenvolvimento do Handebol, no qual são realizados os Acampamentos de Desenvolvimento e Melhoria Técnica das categorias de base feminina e masculina. A escolha de São Bernardo do Campo deveu-se pela ligação histórica da cidade com o handebol brasileiro e pelos incentivos da Prefeitura Municipal.

 

Até o presente momento, a confederação já teve quatro presidentes. Além dos professores Jamil André e José Maria Teixeira, o professor Manoel Luiz Oliveira também atuou como presidente entre os anos de 1992 e 2019. Desde 2019, é o professor Ricardo Luiz de Souza quem preside a Confederação juntamente ao seu Conselho de Administração, Comitê Esportivo e Comitê de Ética. A atual gestão envolve três comissões de Árbitros, Atletas e Técnicos, que fazem parte da Assembleia.

 

Uma curiosidade sobre a escolha da sigla CBHb é que CBH já havia sido registrada no MEC, pela Confederação Brasileira de Hipismo, por isso instituiu-se CBHb para a Confederação de Handebol.

 

Atualmente, a Confederação tem como parceiro o Comitê Olímpico do Brasil - COB, e é filiada à Federação Internacional de Handebol - IHF - desde 1954, quando o handebol ainda era de responsabilidade da Confederação Brasileira de Desportos. É a entidade máxima do handebol no Brasil, é engajada em causas sociais e em projetos esportivos nos segmentos da modalidade, sendo a responsável pela organização a nível nacional de campeonatos, cursos de ascensão de arbitragem e clínicas de aprimoramento técnico. Em comemoração aos 40 anos de fundação, a Confederação desenvolveu o projeto Memórias do Handebol Nacional que pretende resgatar e reunir em exposição na sede, artefatos históricos do handebol brasileiro e, ao qual esta coluna faz parte.

Compartilhe:

Comentários

comentários providos por Disqus

Outros Posts



TIME-OUT

ODEPA

16/06/2019 00:00

733


TIME-OUT

ODESUR

09/06/2019 00:00

604


TIME-OUT

O Último Homem

02/06/2019 00:00

873


TIME-OUT

1958 - 2019

26/05/2019 00:00

752


TIME-OUT

Os Escolhidos

19/05/2019 00:00

1485



TIME-OUT

O Sexo Forte

05/05/2019 00:00

1268


TIME-OUT

IX. O Livro

28/04/2019 00:00

1275


Apoiador

Parceiros Institucionais

Filiado A